Um e noventa e arte



Uma máquina, uma fotógrafa e artigos do 1,99.

Para mim,  fotografar é igual a viajar, quando a nossa mente bota os 5 sentidos em ação e faz uma leitura única e particular do que vemos. Naquele momento não existe um televisor, internet ou revista para direcionar o seu olhar e dizer em que você deve prestar atenção..é tudo com você!

Transformar o que minha mente capta, numa imagem plana – virtual ou impressa – é o desafio que envolve o processo fotográfico: uma viagem dos sentidos. Mas não fica por aí, a fantasia faz sua parte também, importantíssima!

Hoje, pensei em 1,99. Nada de grandes produções com gastos. Sem entrar na questão social, econômica ou política das lojas, sempre penso: “Quanta coisa! Estes lugares tem de tudo!”. Pensei em brincar com esses cacarecos, alguns nem sei a serventia afinal para que servem esses bebezinhos nos saquinhos? Que aflição! E é por aí que vou começar a fazer as fotos.

Quando abri os saquinhos e despejei num montinho, tive uma sensação estranha: afinal, já vi uma cena dessas com pessoas de verdade, empilhadas após catástrofes. Sim, isto acontece mas eu quero fotos positivas. Achei que devia dar ideia de movimento nas fotos e assim os bonequinhos foram dançar, passear pelo planeta, andar na corda bamba, mudar de cor, levantar os braços e a perna.

Como estou falando de fotografia preciso falar da técnica utilizada para dar ideia de movimento nestas fotos: light painting. Foi tudo fotografado como está aí, só com o ajuste de claros e escuros, não é montagem nem efeito de photoshop.

1234567891011

 

Marion Rupp perf

Fotógrafa gaúcha, autodidata desenvolveu aqui em Santa Catarina sua profissão há mais de 30 anos.

Trabalhou como repórter fotográfica em veículos de comunicação. Fotografava para todas as editorias: moda, viagens, beleza, social, política, policial, esportes, economia, decoração e cultura. Visitou vários países para realização de material fotográfico, entre eles: Austrália, Bali.

Ministrou um curso prático de fotografia para os adolescentes da Promenor em Blumenau (1998), buscando com isso desenvolver a capacidade de visão e sensibilidade de adolescentes carentes.Fez sucesso também com mais de 15 exposições fotográficas, trabalhando a sensualidade do corpo, masculina e feminina em algumas e em outras suas interrogações em questões sociais que envolvem ecologia, obesidade, futuro, beleza, destruição de valores morais. Tendo sempre o Ser Humano como figura principal de suas obras.

Atualmente tem seu próprio estúdio e realiza trabalhos para publicidade e propaganda, além de Books profissionais, portraits e eventos. Além de fotografar, domina o uso de recursos de tratamento de imagens e efeitos fotográficos.

Site: www.marionrupp.com.br

Compartilhe:
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.